Colégio Oshiman | Só do Oshiman
15480
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-15480,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Só do Oshiman

INTERCÂMBIOS

Michel Ocelot é um importante diretor de animações francês. Em seus trabalhos, aborda aspectos das culturas europeia, africana e árabe. Em uma de suas animações, uma personagem diz algo ao mesmo tempo brilhante, ingênuo, tolo e esclarecedor. Seria algo como: “eu conheço dois países, duas línguas, duas religiões… portanto sei o dobro do que as outras pessoas”. No contexto no qual vivemos – saturados que estamos por imagens, textos, informações… – podemos, por certo, simplesmente ignorar tal afirmação; mas, por outro lado, também podemos usá-la para nunca esquecermo-nos do quão enriquecedor uma viagem pode ser. É o encontro com a alteridade, com o novo, portanto, indubitavelmente, sempre uma oportunidade de aprendizado.

 

Espanha

Canadá

Inglaterra

Japão

Irlanda

EVENTOS & FESTAS

Todas as escolas possuem eventos em seus calendários, tais como: Festa Junina, festas de final de ano, gincanas esportivas etc. Nós não fugimos à regra. Mas temos um diferencial que torna nosso colégio único: aqui são os alunos que organizam tais eventos. Assim, em cada um deles, os alunos são divididos em cargos coordenados pelos professores. Dois ou três serão os “chefias”, aqueles responsáveis pela organização geral do evento. Os outros são distribuídos nas mais diversas atribuições, cuidando do som, da limpeza, da decoração etc.

Dessa forma, os alunos começam a desenvolver capacidades importantes: trabalho em grupo; aceitação das diferenças; organização; autonomia.

No Oshiman, os seguintes eventos contam com a participação dos alunos na organização: Undokai (gincana poliesportiva japonesa), Festa Junina, Acantonamento, Feira Cultural, Concurso de Oratória, Festa de Encerramento e Sarau de poesia e prosa.

Os outros eventos promovidos pela escola são: Carnaval (Educação Infantil), Páscoa,  Mostra de Ciências (Ciências – F1 e F2), Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia da Família, Valentine’s Day (Inglês), Halloween (Inglês), Thanksgiving (Inglês), Dia das Meninas (Japonês), Dia dos Meninos (Japonês), Tanabata (Japonês).

ENSINO DE LÍNGUAS

No Oshiman, o ensino de línguas tem um lugar especial. Além do Português, desenvolvemos o ensino de mais três idiomas: Espanhol, Inglês e Japonês. As crianças iniciam o contato com os dois últimos já no minimaternal. O Espanhol passa a ser ministrado no Fundamental 2.

Aprender novas linguagens abre portas. Tais linguagens podem ser visuais, como o cinema, ou verbais, como a encontrada na literatura. Em relação a novos idiomas, e pensando em um âmbito mais pragmático, as portas abertas serão oportunidades profissionais; mas não esqueçamos que elas também podem ser a possibilidade concreta de trocas simbólicas e culturais que promovem um incremento sensível às experiências de um jovem.

INGLÊS

Inglês


Proposta

O maior objetivo do ensino da língua inglesa é proporcionar ao aluno as ferramentas necessárias para interagir com pessoas de outras culturas, com diferentes modos de pensar e agir. Assim, auxiliando na formação de cidadãos autônomos e críticos, capazes de atuar de maneira responsável e competente no mundo.
Nossa carga horária diferenciada de três aulas semanais permite estabelecer um processo de ensino-aprendizado que abrange as quatro habilidades comunicativas: listening comprehension (compreensão oral), speaking (produção oral), reading comprehension (compreensão escrita) e writing skills (produção escrita). Além disso, a partir do 3º ano, os alunos são preparados e convidados a realizarem exames internacionais de Cambrigde, de acordo com sua faixa etária e nível de conhecimento. Todos os alunos que prestam o exame recebem um certificado, reconhecido internacionalmente, reportando o seu desempenho nas habilidades comunicativas.

Metodologia
Nossos objetivos gerais para cada ano, bem como os conteúdos linguísticos, são elaborados a partir da premissa que a língua é uma ferramenta para interação. Estudar um idioma é entender que existem outras maneiras de ver o mundo, expandir os horizontes, compreender o outro. É importante ressaltar que a maneira de aprender um idioma é diferente para cada idade. Para cada segmento escolar, empregamos estratégias e ferramentas distintas; entretanto, utilizamos uma abordagem comunicativa em nossas sequências didáticas em todos os segmentos.

 

Educação Infantil – Envolvendo a criança em um English speaking world.
Nos primeiros anos do ensino de inglês, atividades como músicas, histórias e brincadeiras acostumam as crianças a estímulos em língua estrangeira e auxiliam na concretização do conhecimento focado na compreensão e produção oral. As aulas são ministradas em inglês e o vocabulário trabalhado é adequado à realidade da criança com o propósito de desenvolver a comunicação em situações do universo infantil. O objetivo é criar um ambiente descontraído para que a criança desenvolva uma relação amistosa e prazerosa com a língua inglesa.

 

Ensino Fundamental 1 – Playing and studying hard!
Nossa proposta favorece a abordagem comunicativa com sequências didáticas de atividades lúdicas, intercaladas com atividades que requerem maior atenção e concentração dos alunos. Além dos conceitos concretos, são apresentados conceitos mais abstratos para que o aluno compreenda estrutura da língua.
O material didático é variado; utilizamos livros internacionais, aplicativos para lousa digital, websites, gibis e flashcards de assuntos que contemplam diferentes áreas do conhecimento. O aluno consegue descrever expressões matemáticas, falar sobre as características dos animais que aprendem em ciências, identificar as diferentes formas de relevo e até mesmo reportar uma das deliciosas receitas aprendidas nas aulas de culinária. Todas as atividades buscam incentivar os alunos a usar o inglês sem receio de cometer erros. O erro faz parte do processo natural de aprendizagem e procuramos assim, promover um ambiente seguro para a utilização da língua em diferentes situações.

 

Ensino Fundamental 2 – Let´s have new challenges!
Acreditamos que para manter a motivação pela língua estrangeira, nossos alunos precisam desenvolver a autonomia e o “aprender a aprender”, para que assim, possam assumir a sua parte de responsabilidade por sua aprendizagem. Para oferecermos mais desafios e oportunidades de aprendizagem, os alunos estão agrupados em níveis de acordo com o Quadro Comum Europeu – um modelo internacional usado para descrever habilidades linguísticas.
As aulas proporcionam estímulos variados por meio dos livros didáticos, paradidáticos, ferramentas tecnológicas e simulações de conversas cotidianas utilzando o vocabulário e gramática adequada, preparando os para enfrentar situações fora da sala de aula, já que a abordagem comunicativa é priorizada nas nossas aulas. Estudos apontam que o desenvolvimento cognitivo do aluno ocorre por meio da interação com o meio e com outros individuos, por isso, trabalhos em dupla ou em grupo são realizados com esse propósito. Atividades de real interesse ou necessidade também são ferramentas utilizadas para que o aluno possa utilizar a língua em ações autênticas na interação com falantes de língua inglesa ou contextos onde a língua é falada.

JAPONÊS

Japonês

A disciplina de Língua Japonesa tem como objetivo familiarizar a criança com a cultura, o idioma e os valores éticos. Por meio de atividades em aula e comemoração das datas típicas japonesas, visa atingir um nível de excelência ao longo dos estudos, desenvolvendo autonomia e respeito ao próximo.
O Shisetsudan (intercâmbio ao Japão) permite a criança colocar em prática toda a aprendizagem, aprimorando ainda mais o conhecimento através da vivência. A língua japonesa ultrapassa a idéia de um idioma, aprofundando os laços entre os seres humanos em busca da Paz mundial.

ESPANHOL

Espanhol

O idioma espanhol é falado em 21 países e hoje é a segunda língua estrangeira mais falada no mundo. Sendo assim, o ensino de Língua Espanhola tem por objetivo fazer com que o aluno se insira nesse contexto, conhecendo o idioma, compreendendo textos orais e escritos, ampliando seu universo cultural e tendo autonomia para se comunicar em situações de viagem ou, futuramente, no mercado de trabalho. Além disso, considera-se muito importante que os alunos valorizem a Língua, Cultura, História e Literatura dos países hispanohablantes.
Para garantir que haja melhor apropriação do idioma por parte do educando, adota-se a perspectiva sociointeracionista com enfoque comunicativo, valendo-se de recursos e estratégias variados como: encenação teatral de situações do cotidiano, exibição de filmes, jogos interativos, estudo e produção de texto de variados gêneros (tanto literários quanto do cotidiano), exercícios gramaticais, audições, vivências culturais, intercâmbio e uso da língua nas interações pessoais durante as aulas.

Inglês


Proposta

O maior objetivo do ensino da língua inglesa é proporcionar ao aluno as ferramentas necessárias para interagir com pessoas de outras culturas, com diferentes modos de pensar e agir. Assim, auxiliando na formação de cidadãos autônomos e críticos, capazes de atuar de maneira responsável e competente no mundo.
Nossa carga horária diferenciada de três aulas semanais permite estabelecer um processo de ensino-aprendizado que abrange as quatro habilidades comunicativas: listening comprehension (compreensão oral), speaking (produção oral), reading comprehension (compreensão escrita) e writing skills (produção escrita). Além disso, a partir do 3º ano, os alunos são preparados e convidados a realizarem exames internacionais de Cambrigde, de acordo com sua faixa etária e nível de conhecimento. Todos os alunos que prestam o exame recebem um certificado, reconhecido internacionalmente, reportando o seu desempenho nas habilidades comunicativas.

Metodologia
Nossos objetivos gerais para cada ano, bem como os conteúdos linguísticos, são elaborados a partir da premissa que a língua é uma ferramenta para interação. Estudar um idioma é entender que existem outras maneiras de ver o mundo, expandir os horizontes, compreender o outro. É importante ressaltar que a maneira de aprender um idioma é diferente para cada idade. Para cada segmento escolar, empregamos estratégias e ferramentas distintas; entretanto, utilizamos uma abordagem comunicativa em nossas sequências didáticas em todos os segmentos.

 

Educação Infantil – Envolvendo a criança em um English speaking world.
Nos primeiros anos do ensino de inglês, atividades como músicas, histórias e brincadeiras acostumam as crianças a estímulos em língua estrangeira e auxiliam na concretização do conhecimento focado na compreensão e produção oral. As aulas são ministradas em inglês e o vocabulário trabalhado é adequado à realidade da criança com o propósito de desenvolver a comunicação em situações do universo infantil. O objetivo é criar um ambiente descontraído para que a criança desenvolva uma relação amistosa e prazerosa com a língua inglesa.

 

Ensino Fundamental 1 – Playing and studying hard!
Nossa proposta favorece a abordagem comunicativa com sequências didáticas de atividades lúdicas, intercaladas com atividades que requerem maior atenção e concentração dos alunos. Além dos conceitos concretos, são apresentados conceitos mais abstratos para que o aluno compreenda estrutura da língua.
O material didático é variado; utilizamos livros internacionais, aplicativos para lousa digital, websites, gibis e flashcards de assuntos que contemplam diferentes áreas do conhecimento. O aluno consegue descrever expressões matemáticas, falar sobre as características dos animais que aprendem em ciências, identificar as diferentes formas de relevo e até mesmo reportar uma das deliciosas receitas aprendidas nas aulas de culinária. Todas as atividades buscam incentivar os alunos a usar o inglês sem receio de cometer erros. O erro faz parte do processo natural de aprendizagem e procuramos assim, promover um ambiente seguro para a utilização da língua em diferentes situações.

 

Ensino Fundamental 2 – Let´s have new challenges!
Acreditamos que para manter a motivação pela língua estrangeira, nossos alunos precisam desenvolver a autonomia e o “aprender a aprender”, para que assim, possam assumir a sua parte de responsabilidade por sua aprendizagem. Para oferecermos mais desafios e oportunidades de aprendizagem, os alunos estão agrupados em níveis de acordo com o Quadro Comum Europeu – um modelo internacional usado para descrever habilidades linguísticas.
As aulas proporcionam estímulos variados por meio dos livros didáticos, paradidáticos, ferramentas tecnológicas e simulações de conversas cotidianas utilzando o vocabulário e gramática adequada, preparando os para enfrentar situações fora da sala de aula, já que a abordagem comunicativa é priorizada nas nossas aulas. Estudos apontam que o desenvolvimento cognitivo do aluno ocorre por meio da interação com o meio e com outros individuos, por isso, trabalhos em dupla ou em grupo são realizados com esse propósito. Atividades de real interesse ou necessidade também são ferramentas utilizadas para que o aluno possa utilizar a língua em ações autênticas na interação com falantes de língua inglesa ou contextos onde a língua é falada.

Japonês

A disciplina de Língua Japonesa tem como objetivo familiarizar a criança com a cultura, o idioma e os valores éticos. Por meio de atividades em aula e comemoração das datas típicas japonesas, visa atingir um nível de excelência ao longo dos estudos, desenvolvendo autonomia e respeito ao próximo.
O Shisetsudan (intercâmbio ao Japão) permite a criança colocar em prática toda a aprendizagem, aprimorando ainda mais o conhecimento através da vivência. A língua japonesa ultrapassa a idéia de um idioma, aprofundando os laços entre os seres humanos em busca da Paz mundial.

Espanhol

O idioma espanhol é falado em 21 países e hoje é a segunda língua estrangeira mais falada no mundo. Sendo assim, o ensino de Língua Espanhola tem por objetivo fazer com que o aluno se insira nesse contexto, conhecendo o idioma, compreendendo textos orais e escritos, ampliando seu universo cultural e tendo autonomia para se comunicar em situações de viagem ou, futuramente, no mercado de trabalho. Além disso, considera-se muito importante que os alunos valorizem a Língua, Cultura, História e Literatura dos países hispanohablantes.
Para garantir que haja melhor apropriação do idioma por parte do educando, adota-se a perspectiva sociointeracionista com enfoque comunicativo, valendo-se de recursos e estratégias variados como: encenação teatral de situações do cotidiano, exibição de filmes, jogos interativos, estudo e produção de texto de variados gêneros (tanto literários quanto do cotidiano), exercícios gramaticais, audições, vivências culturais, intercâmbio e uso da língua nas interações pessoais durante as aulas.

ATIVIDADES DE LIVRE ESCOLHA (ALE)

Atividades paralelas que enriquecem ainda mais a formação dos alunos do Fundamental 2. Através de práticas diversas tem-se a chance de se desenvolver várias habilidades, competênicas e vocações para além daquelas exigidas dentro currículo escolar.
Nesse ano, as atividades oferecidas são as seguintes: Aikidô, Culinária, Patchwork, Artesanato, Teatro, Dança, Música e Videoclipe.

ALMOÇO ESPECIAL

Algumas mamães e papais realizam, em conjunto com a escola, um almoço típico japonês, no qual se procura resgatar o verdadeiro sabor da comida japonesa.
Este projeto teve início em 1998, quando a escola era ainda em uma modesta casa. Incentivadas pela Kawamura sensei (fundadora do Colégio e idealizadora do projeto), um grupo de mães resolveu elaborar um cardápio japonês e oferecer aos seus filhos.
Desde então, esse almoço é oferecido a todos os alunos do Fundamental I e II e, no último bimestre, é oferecido também ao 1º ano.
O prazer de ver as crianças felizes com cada prato oferecido motiva e ensina aos pais como é bom participar de uma atividade dentro da escola.
Além de criar vínculos maiores entre escola, alunos e pais, através do almoço especial difunde-se a cultura japonesa com explicações sobre os pratos servidos, sua regionalidade, a importância e significado dos costumes e a etiqueta tradicional que deve ser seguida à mesa.
Os pais que tiverem as quintas-feiras livres e quiserem participar semanalmente, serão bem vindos!
Venham prestigiar seus filhos!

KOKORÔ

Em japonês, há duas palavras para “coração”: shinzou e kokorô. A primeira refere-se meramente ao órgão responsável por bombear nosso sangue pelo corpo. Já a segunda reveste-se de uma importância enorme no contexto de nosso colégio, pois “fazer com o kokorô” significa fazer tudo com amor, com afinco e dedicação.

Portanto, é com o conceito de kokorô que muitos elementos do nosso colégio são explicados:

Convites: em alguns de nossos eventos, como o Undokai, os alunos pensam num modelo de convite completamente original e artesanal. Depois, cada aluno do Fundamental vai fazer de 2 a 6 convites à mão. Por que não fazê-los todos no computador? Por que não facilitar? Porque um convite feito artesanalmente, nos dias de hoje, é uma preciosidade da qual não abrimos mão. Uma precisosidade criada com o kokorô.

Festas de aniversário dos professores: quando uma sala resolve fazer uma festa para seu professor, cada um dos alunos deve trazer uma quantidade de brigadeiros que, somada, seja o suficiente não só para os colegas, mas para toda a escola. Além disso, pedimos que os brigadeiros sejam feitos também à mão. Novamente, o sentido reside no direcionamento de carinho e afeto aos quais o conceito de kokorô faz alusão, o que não seria possível se os brigadeiros fossem simplesmente adquiridos numa doceria.

AJUDANTES DO DIA

No Oshiman, desde pequenos, os alunos são ajudantes em um ou mais dias da semana. Isso significa que vão ajudar a professora a pegar o lanche, ajudar a servir os amiguinhos. No Fundamental 2, a responsabilidade aumenta e os ajudantes dividem-se em cargos: limpeza (do chão e do balcão do almoço); lousa/janela (apagar a lousa e fechar as janelas no final do dia); lanche (pegar o lanche da manhã e da tarde); almoço (buscar o almoço); TC (ajudante geral que cobre faltas e coloca recados nas agendas).

AULAS ESPECIAIS

Uma vez por semana, alunos do Fundamental 1 e 2 têm aulas especiais relacionadas a importantes aspectos da cultura japonesa:

Sadô: “o caminho do chá” – aula da tradicional cerimônia do chá japonesa.

Shodô: “o caminho da escrita” – aula de caligrafia com pincel, na qual os alunos aprendem o traçado de símbolos japoneses (kanji e hiragana).

Ikebana: “flores vivas” – arte japonesa de arranjo floral.