CONTATO

Rua Ferdinando Galiani, 80
Vila Mariana - São Paulo
CEP: 04112-050
Email: contato@oshiman.com.br
Tel: (11) 5908-0019 / (11) 5904-2456

Colégio Oshiman | Extracurricular
15483
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-15483,ajax_fade,page_not_loaded,,side_menu_slide_with_content,width_470,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Extracurricular

MÚSICA

O Projeto Tessitura visa proporcionar um ambiente de vivência musical inspirado em conservatórios musicais. O objetivo é ajudar o aluno a conhecer sua parte musical e conseguir comunicar e se expressar através dela, tanto no palco, quanto em sua vida social.

Em sala, fazemos uma fusão de metodologias clássicas usadas em conservatórios, com repertórios sugeridos pelos próprios alunos.
Cada conteúdo é elaborado de acordo com a maturidade e gosto musical de cada pessoa, permitindo que ela associe a música à sua realidade e, dessa forma, criamos uma aula mais dinâmica, proveitosa e divertida.

Os cursos oferecido são: violão, teclado, bateria e canto.

ESPORTES

As Atividades Extracurriculares de Esportes têm o objetivo de incentivar a prática de uma atividade física e somar os princípios esportivos aos valores educacionais.
O Judô desenvolve a formação corporal através de suas técnicas e do estudo de sua filosofia. A sua prática regular encaminha seus praticantes a um natural crescimento intelectual, físico e moral.
O Futsal, um dos esportes mais praticados no Brasil, além de desenvolver os aspectos físicos, visa também desenvolver os aspectos cognitivos e emocionais.

TEATRO

As aulas de teatro têm como objetivo oferecer um espaço de livre criação, no qual os alunos podem, por meio de exercícios, jogos, criações de cenas e desenvolvimento de espetáculos, expor seus questionamentos e vontades artísticas, unindo as vontades individuais com as do grupo.
Trabalhar com teatro dentro da sala de aula, em comunhão com a escola, se torna um recurso pedagógico capaz de incentivar a todos que desejam ser artistas profissionais, apresentando os princípios do fazer teatral, mas também auxilia aqueles que no teatro encontram uma possibilidade para trabalhar a desinibição, a socialização, o rompimento da timidez, a expressão corporal e vocal, que, ao fim, pode ser utilizada em qualquer profissão ou situação social.

A partir dos trabalhos desenvolvidos por Peter Slade (Jogos Dramáticos) e
Viola Spolin (Jogos Teatrais), em união com as teorias políticas de Edgar Morin e Jürgen Habermas, os encontros têm o objetivo de construir um espaço de criação artística estruturados em três etapas:
1ª etapa – Prática básica: o aluno desenvolverá a percepção do espaço em
que se trabalha tendo um primeiro contato com o elemento da imaginação dentro da criação artística.
Ao longo dos exercícios será sempre incentivada a criação de rodas de debates oferecendo possibilidades para que cada um exponha suas sensações e questionamentos sobre o teatro e suas criações artísticas.
2ª etapa – Criação de Histórias-Cenas: a partir da consolidação do grupo, será
iniciada uma seqüência de jogos e exercícios apresentando noções básicas
para criação de cenas e apresentação dos elementos fundamentais do teatro:
“quem/onde/o que”; conflito; objetivo e super-objetivo; linguagem dramática;
linearidade e desconstrução; jogos de improvisação; diferenciação entre épico
e dramático; etc.
3ª etapa – Criação do Espetáculo: nesta etapa o coordenador irá auxiliar o
grupo de alunos a decidir o espetáculo final. Serão revistas as etapas anteriores,
analisando os temas que mais se sobressaltaram a fim de, colaborativamente,
escolher a temática e a história que será contada.
Nesta etapa não se trata de trabalhar visando um espetáculo nos moldes profissionais ou de grandes produções; o interessante aqui é que este dia se torne mais uma aula, onde os alunos se encontrarão com elementos ainda não vistos como a iluminação, o contar histórias, cenário e figurino, a responsabilidade de preparar o espetáculo e, principalmente, o encontro direto com o público.

DANÇA

A dança, além de ser uma atividade física que traz diversos benefícios para a qualidade de vida das crianças, dá ao aluno a oportunidade de desenvovler sua ambilateralidade, amadurecer suas emoções, respeitar os limites e as individualidades de cada pessoa e aprimorar sua consciência corporal.
Sob o ponto de vista artístico, também estamos levando aos alunos técnicas modernas de dança, com uma linguagem jovem e que eles veem constantemente na mídia. Eles aprendem a dançar, a se soltar, a mexer o corpo da ponta do dedo do pé à cabeça; tudo com muita descontração e regado a músicas que eles gostam de escutar.

As aulas começam com um bom alongamento, com o objetivo de ativar a circulação, acordar os músculos e aumentar a elasticidade. Em seguida, fazemos um aquecimento dançando uma música alegre para soltar o corpo e aprender alguns passos básicos de Hip Hop e o “swing” deste estilo de dança.
Alongados e aquecidos, os alunos aprendem uma sequência de movimentos com técnicas e novos passos de Hip Hop, sempre respeitando o grupo, tendo disciplina e desenvolvendo estratégias para que seus corpos decorem os passos.
Com a sequência de movimentos decorada e já no corpo de cada um, iniciamos a montagem da composição coreográfica, transformando o que era apenas uma sequência em algo com formação de grupo, efeitos, ordem e sincronia.

CORAL

A atividade do coral é um instrumento de inclusão cultural que amplia o conhecimento musical, a percepção, a sensibilidade, a autoconfiança e a sociabilidade. Além do canto propriamente dito, proporciona o lazer cultural e a descoberta de novos talentos.

No início, o canto se faz através da observação e esclarecimentos. Após esse período, com exercícios direcionados ao canto coral (ressonância e vocalizes adequados, articulação, técnicas respiratórias, correção de postura), desenvolveremos condições para a formação de um repertório.
Simultaneamente ao canto, estudamos noções de teoria musical, possibilitando que os cantores criem sua própria identidade vocal e musical através de seu raciocínio e interpretação.

BALLET

Essa atividade é promovida pela Academia Fama. Com 35 anos de atividades no ensino da dança, a Fama possui um concreto reconhecimento na sua metodologia.
Seu curso de Dança Clássica está embasado na metodologia da Royal Academy of Dance (metodologia inglesa reconhecida mundialmente). Utilizam, paralelamente, um programa elaborado por seus profissionais que visa à formação da criança de forma holística, abrangendo também outras linguagens.

O curso oferecido no Colégio Oshiman abrange dois níveis do ensino.
Dança Criativa (4 e 5 anos):
Atividades que envolvem ritmo, coordenação, flexibilidade, noção corporal e espacial, mas sempre direcionadas de uma forma lúdica, estimulando principalmente a expressão, a criatividade e a sociabilização das crianças.
Preparatório (6 e 7 anos):
Metade da aula ainda sustentada na mesma proposta da Dança Criativa. Os outros 50% estão voltados a uma iniciação da técnica do Ballet Clássico.

Acima de 8 anos, os cursos são oferecidos somente na Academia Fama, chegando à profissionalização ao final do 8º ano.
Os profissionais da Fama são todos formados pela própria academia e desenvolvem uma didática pertinente ao conteúdo do programa proposto.

SOROBAN

O Soroban é o ábaco japonês. É um instrumento para cálculo oriundo da China e que chegou ao Japão por volta de 1600. O seu objetivo é treinar o aluno para executar cálculos de forma extremamente rápida (adição, divisão, raiz quadrada etc). Com o tempo e após muito treino, pretende-se que o aluno passe a fazer os cálculos mentalmente, sem a ajuda do próprio soroban.
Outras benefícios que sua prática propicia são: melhora da concentração e da memorização, sobretudo para números; visualização e inspiração apuradas; observação mais atenta; processamento de informações mais rapidamente; aumento da “velocidade auditiva”.